Inseminação artificial: quem, como, porquê?

Inseminação artificial: quem, como, porquê?

Jan 27, 2023

A inseminação artificial é uma técnica de procriação medicamente assistida que dá esperança a casais heterossexuais, a mulheres solteiras e a casais homossexuais. É mesmo a solução para mulheres que desejam abraçar sozinhas a maternidade ou quando estão numa relação homossexual e desejam ser mães.

 

A inseminação artificial consiste em colocar uma amostra de sémen (do parceiro ou de dador) no útero da mulher, por forma a desencadear a fecundação.

Quem procura a inseminação artificial e porquê?

  • Mulheres solteiras que desejam ser mães;
  • Casais heterossexuais com alterações (da mulher, do homem ou de ambos) que lhes impossibilitam a fecundação;
  • Casais de mulheres que desejam ser mães.

Como se processa a inseminação artificial?

Depois de visitar a página da ivi) e de uma leitura aprofundada sobre o tema da inseminação artificial, pareceu-me bem trazer-vos esta imagem:

  • Em primeiro lugar há um diagnóstico clínico e uma equipa multidisciplinar vai seguir esta mulher ou este casal. Inicia-se a primeira fase do tratamento a que damos o nome de ESTIMULAÇÃO OVÁRICA. De acordo com o ciclo menstrual da mulher, inicia-se a estimulação ovárica que dura 10 a 12 dias;
  • Segue-se a PREPARAÇÃO OU CONTROLO FOLICULAR: a estimulação é estudada e analisada por especialista com apoio de ecografia e análises sanguíneas;
  • Logo após os folículos estarem nas condições ideais é induzida a ovulação e, 36h depois programa-se a inseminação artificial;
  • No dia da inseminação é preparada a amostra de sémen por forma a aumentar a probabilidade de fecundação;
  • A INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL acontece em consulta, sem anestesia. Ou seja, a amostra de sémen é introduzida no útero da mulher. 14 a 15 dias após a inseminação é aconselhada a mulher a realizar o primeiro teste de gravidez, por meio de análise sanguínea (BHCG);
  • Por último, se o resultado for positivo, cerca de 20 dias depois realiza-se a primeira ECOGRAFIA e confirmando-se o saco gestacional, o seguimento pode ser feito pelo ginecologista/obstetra habitual da mulher.

Este é um artigo mais teórico, mas na verdade faltam poucos dias para vos trazer duas incríveis entrevistas a duas (quatro) mulheres incríveis :) Quem nos acompanha? :)

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

× Podemos ajudar?