O meu bebé tem febre. E agora? – A enfermeira responde

O meu bebé tem febre. E agora? – A enfermeira responde

Nov 29, 2022

É depois de sermos pais que conseguimos, verdadeiramente, dar a vida por alguém. Podemos até já o ter dito antes. Mas é agora que chegamos a esquecer que existimos enquanto mulheres e homens, em prol daquele ser pequenino tão dependente de nós 👶

O João Maria, na altura iniciou a creche a 30 de Junho de 2020. tinha 10 meses. Quase 1 mês e nada de ficar doente. Eu já estava admirada dado o panorama que conhecia 😅. Andava ele lindamente, até àquela noite. Deitei-o, como é habitual, às 21h. Dormiu nem 30 minutos e acordou a chorar. Foi isto toda a noite (nada a normalidade nele), mas com intervalos bem mais curtos de tempo entre os despertares. Nunca tínhamos tido uma noite daquelas. Percebi, cerca da 1h30 da manhã que ele não estava bem: já não podia ser fome, nem sede, nem calor e, muito menos frio. Tinha de haver algum desconforto.

Como já é hábito na minha vida profissional (mesmo não querendo misturar as coisas, lá vou eu para o meu mundo profissional sempre que algum de nós adoece), antes de pensar em dar paracetamol ou ibuprofeno para a dor, confirmo que o bebé tem ou não febre. Fiz o mesmo com o João Maria. E lá estava ele com os seus 38,7ºC retais. Administrei paracetamol, arrefeci-o e voltou a dormir. A noite manteve-se má e às 5h voltou a subir a temperatura: precisei de dar brufen. Entre todas estas voltas, passei a noite de maminha de fora porque era sem dúvida o conforto do meu bebé. Noite má, dia mau, enfim. Nunca ouvi dizer que ter um filho doente fosse sinónimo de descanso para alguém 😩

Depois deste episódio, quase 1 ano se passou do segundo. E confesso que agora com 3 anos, se esteve 4 vezes doente foi muito! E ainda bem :) A irmã, agora com 12 meses, já conta com 3 episódios! Realmente nenhum filho é igual ao seguinte…

Em tempos deixei-vos uma caixa de questões no Instagram @sosmamapt. Este artigo é exclusivamente para vos dar respostas😍 Tentei organizar as vossas questões e respondo-vos sempre baseado na mais recente evidência científica e, claro, na minha experiência profissional:

O que fazemos quando o bebé tem febre?

O que devemos fazer quando o bebé tem febre sem motivo aparente?

Juntei as duas questões propositadamente.

A febre surge muitas vezes sem sintomas associados. Não nos esqueçamos que ter febre é sinal que o organismo reage bem contra qualquer microrganismo / bactéria. O bebé ter febre mostra que o seu organismo se encontra preparado para “essa luta” 👊

A própria febre já causa desconforto no bebé, diminuição do apetite, do estado geral e alterações no sono. Depois pode ou não estar associada a outros sintomas: dor de ouvidos, dor de garganta, dor de barriga, ranhoca constante, dificuldade em respirar, entre outros.

Em qualquer um dos casos, com ou sem sintomas associados, perante a febre no bebé devemos:

  1. LOGO LOGO –» Administrar antipirético (paracetamol / ibuprofeno) – sempre em primeira linha o paracetamol (consultar artigo “analgésicos e antipiréticos em pediatria”);
  2. Arrefecer o bebé – remover roupa, não sobreaquecer;
  3. Arrefecer o ambiente envolvente, evitando correntes de ar;
  4. Se está sob aleitamento materno é natural que o bebé peça mais maminha, pela sede (que aumenta), pelo conforto e carinho materno;
  5. Dar miminho, colinho, conforto, atendendo ao facto da nossa temperatura corporal, em contacto com a do bebé causar, também ela, aumento da sua temperatura corporal.

Qual o melhor local para ver a temperatura? Axilar ou retal?

Na criança até aos 2 anos recomendados retal. Até porque dificilmente temos um bebé sossegado para conseguirmos ver adequadamente a temperatura na axila.

Por via retal, quando podemos considerar febre?

Sempre 0,5ºC acima do considerado febre nos outros locais do corpo. Portanto consideramos febre acima dos 38,2-38,5ºC retal.

⚠️Contudo, se o bebé apresentar próximo dos 38ºC retal, por exemplo, associado a gemido, irritabilidade e notório desconforto, preconiza-se a administração de antipirético e o arrefecimento natural.

De quanto em quanto tempo devo ver a temperatura ao bebé?

Não há obrigatoriedade. É, pois importante perceber o intervalo em que a febre habitualmente surge em cada bebé. Ainda assim, na aproximação do pico febril o bebé vai sempre demonstrar alterações como: maior irritabilidade, bochechas rosadas, possível transpiração, corpo quente, mãos e pés frios, diminuição do apetite. É estarmos atentos a isso e verificarmos a sua temperatura corporal, agindo em conformidade.

Eu habitualmente também gosto de, cerca de 45 minutos após ter dado antipirético, confirmar a temperatura do bebé, para perceber se já está em descida térmica. Pode não estar uma vez que um medicamento administrado por via oral ou retal demora entre 30 a 60 minutos a começar a fazer efeito.

Melhor benuron (paracetamol) xarope ou supositório?

Ambos têm como princípio ativo o paracetamol. Recomendo, habitualmente, o xarope pelo facto da dose a dar ao bebé ser mais certa e adequada ao seu peso corporal. No caso do supositório, é aquela dose e não podemos fugir disso (damos benuron 125mg a um bebé de 6 ou de 8kg).

Ou seja, recomendo xarope sempre, excepto quando o bebé se encontra a vomitar, vamos de viagem ou tem de fazer algum jejum (para realização de algum exame ou análise específica). Nesses últimos casos é recomendado o supositório. Não esquecer também que o supositório não deve ser dado em bebés que tenham diarreia; nesses casos optamos pelo xarope.

Quando posso dar brufen (ibuprofeno)?

O brufen (ibuprofeno), enquanto antipirético, pelo grupo de medicamentos a que pertence recomendamos em 2ª linha. Ou seja, quando o benuron por si só não é suficiente. Se for necessário dar medicamento para a febre em intetrvalo de tempo inferior a 6h de ter sido dado o benuron recomendamos que se intercale com o brufen.

⚠️ Sempre a partir dos 4 meses ou com recomendação de profissional de saúde de referência.

O brufen (ibuprofeno) pode ser intercalado com o benuron (paracetamol) em que situações e intervalos?

Sempre que o benuron (paracetamol) não seja suficiente por a febre surgir em intervalos curtos de tempo, recomendamos intercalar com o brufen (ibuprofeno). Damos primeiramente o benuron e, se a febre surgir de novo dentro de menos de 6h desde a administração do benuron, então devemos dar brufen. Posteriormente, num novo pico febril, o medicamento a ser administrado vai ser o benuron de novo.

Importante referir que é normal o bebé ter febre agora, administrarmos benuron ou brufen e dentro de 1h ainda apresentar febre ⚠️Não esqueçamos que o medicamento por via oral ou retal demora entre 30 a 60 minutos a começar a baixar a temperatura corporal.

Recomendo que escrevam num papel os medicamentos que deram ao bebé e em que horário, para que não troquem e se lembrem em caso de terem de passar essa informação a um profissional de saúde.

O que fazer para evitar os antipiréticos?

A febre causa várias alterações no bebé. Por mais que as outras medidas de conforto sejam facilitadoras e permitam uma descida relativa da temperatura corporal, só conseguimos baixar a febre com antipirético.

⛔️⛔️ Não é de todo recomendado não administrar antipirético.

Quando devemos ir à urgência? 3 dias de febre que não cede a benuron (paracetamol)?

Depende. Um recém-nascido ou um bebé com idade « 3 meses com febre deve ser observado por profissional de saúde; não é para esperar! Acima dessa idade são vários os fatores que influenciam essa decisão. Nem sempre podemos esperar os 3 dias e há casos em que podemos esperar 1 semana. Devem sempre ter em conta a presença de um ou mais sinais de alarme, que vos explico no artigo «febre: sinais de alarme”».

Como saber que o bebé sofre com o início da dentição?

É frequente o bebé mostrar desconforto aquando do surgimento da dentição. Habitualmente o bebé fica mais irritado, pode diminuir o seu apetite, as gengivas apresentam-se mais inchadas, tem mais baba e leva permanentemente as mãos à boca.

Quando nasce o primeiro dente há sempre febre? O que fazer?

A temperatura superior a 38ºC nunca advém do nascimento dos dentes por si só. A realidade é que temos um bebé imunológicamente mais frágil nesta altura, o que é propício ao desenvolvimento de infeções e ao possível surgimento de febre, sem relação direta com o nascimento dos dentes. Sabem quem tem dicas essenciais neste sub-tema e que contribuiu com o artigo para o blog SOSMAMÃ? Ora vejam neste artigo especial (link)

Tens mais questões? Deixa nos comentários 😍

6 Comments

  1. Filipa

    Boa noite, enfermeira, eu tenho um bebê com dois meses, e levou as vacinas a dois dias atrás, está com febre retal que chega aos 39.1° mas não tem passado daí mas ainda não completou as 6h de benuron… Sei que o Brufen só é dado a partir dos 4 meses… O que faço se dentro das 6h a febre subir ?!? Obrigada..
    Só o tenho de fralda… Toalha na testa… .
    Já lhe dei um banhinho de água tépida… Mas anda nas casa dos 38.8° 38.9° mãe de primeira viagem quase choro de aflição de o que fazer…

    Reply
    • Enf Andreia

      Olá Filipa, só hoje acedi à sua mensagem e espero do fundo do coração que o bebé esteja melhor.
      Um grande beijinho e votos de muitas felicidades,
      Andreia

      Reply
  2. Joana Ferreira

    Excelente artigo.
    Mas ainda estou com uma dúvida.
    O meu bebé dia 10 de Março foi levar as 4 vacinas dos 12 meses esteve com um pouco de febre no dia mas passou rápido. Dia 13 de Março depois de almoço começou com febres altas que não baixavam de maneira nenhuma dia 14 à noite fomos obrigados a ir as urgências. Viram tudo estava tudo normal. Dia 15 acordou sem febre sempre bem disposto, mas depois de acordar da sesta voltaram os 39.4 de febre que baixou com o benuron mas subiu depois de 5h.
    A minha questão é o meu filho está com 39.4 dou lhe xarope benuron ao fim de 5h esta outra vez com 38.9 dou o brufen ou espero pela hora do benuron? Em seguida continuo a dar os dois sem ele ter febre de 4 em 4h? Obrigada

    Reply
    • Enf Andreia

      Olá Joana, obrigada pelo seu feedback e questão. :)
      O paracetamol convém ser dado de 6 em 6h. Se a febre existir dentro desse intervalo então damos brufen. Depois depende o que já deu nas 24h, porque em certos casos podemos dar paracetamol, convém ser analisado cada caso em particular. O mais seguro nessa circunstância seria dar brufen quando verifica novo pico febril no bebé.
      Espero ter ajudado.

      Um beijinho,
      Andreia

      Reply
  3. Tânia

    excelente artigo, como sempre! super esclarecedor :blush:obrigada ❤

    Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?