Febre: Sinais de alarme

Febre: Sinais de alarme

Nov 29, 2022

 

 

A febre é um dos principais motivos, se não o principal, de ida à urgência de pediatria. Quem nunca ouviu o típico conselho «não vás à urgência com o teu filho antes de terem passado 3 dias de febre»?

 

Não venho aqui contrariar esse conselho, mas sim elucidar que cada caso é um caso, cada bebé é um bebé e a febre pode ter várias explicações.

 

O QUE É A FEBRE?

 

manifestação do organismo perante uma infeção e, portanto é algo benéfico (a febre mostra que o organismo do bebé sabe responder à presença de algum microrganismo estranho e não desejado);

 

– geralmente de origem viral, que pode prolongar-se por 5 a 7 dias, com aumento gradual do espaçamento entre os picos febris e boa cedência aos antipiréticos (paracetamol/benuron ou ibuprofeno/brufen) – o tratamento aqui é de facto o controlo de sintomas;

 

– se tem origem bacteriana o tratamento vai carecer de antibiótico e, geralmente, associa(m)-se à febre outro(s) sintoma(s) como dor de garganta, dor de ouvidos, aftas, dificuldade respiratória, diarreia, ou outro.

 

 

QUAL O LOCAL DO CORPO ONDE É ACONSELHÁVEL VER A TEMPERATURA CORPORAL?

 

No bebé, recomenda-se como local mais fidedigno o reto (a temperatura corporal neste local do corpo é sempre superior a qualquer outra, pelo que só é considerada febre 0,3 a 0,5ºC acima dos outros locais do corpo): febre a partir de 38,2-38,5ºC;

 

Em segunda instância, pode ver-se a temperatura corporal na axila: febre a partir dos 38ºC.

 

 

QUANDO ME DEVO PREOCUPAR?

 

A preocupação existe sempre a partir do momento em que somos pais :) Ainda por cima quando a normalidade do dia-a-dia dos nossos filhos deixa de existir. Recordo-me dos dias em que o João Maria ou a Leonor estiveram doentes até agora e as palpitações que isso me causou. Desejamos acima de tudo que os nossos filhos fiquem bem. Agora sim, damos a vida por alguém e só pedimos que sejamos nós a sofrer e não eles! Quem se identifica nestas palavras? :)

 

A febre causa, naturalmente, alterações no vosso filho: fica mais queixoso mas, habitualmente, acalma com a mãe ou com outra pessoa significativa; não demonstra interesse em brincar; fica mais sonolento e com menos apetite mas sem recusar totalmente certos alimentos sólidos/líquidos.

 

O importante é perceber em que momentos isso acontece! O bebé manifesta esses sintomas mesmo quando a temperatura corporal já normalizou? Ou somente quando está em pico febril?

 

A preocupação aumenta quando estão presentes um ou mais dos seguintes SINAIS DE ALARME:

 

irritabilidade aumentada com períodos de gemido;

 

inconsolabilidade mesmo ao colo / no mimo da mãe;

 

sonolência excessiva, em horários incompatíveis com as sestas;

 

desinteresse por brincadeiras;

 

total ausência de apetite por 2 a 3 refeições seguidas;

 

urina alaranjada/acastanhada com cheiro intenso;

 

respiração rápida e irregular com cansaço;

 

lábios ou unhas roxas;

 

vómitos repetidos com intolerância a alimentos e/ou a líquidos;

 

dificuldade a andar ou alteração na marcha;

 

tremores intensos, descoordenados e prolongados na subida térmica.

 

 

QUANDO DEVO LEVAR O MEU BEBÉ AO HOSPITAL?

 

Na presença de um ou mais sinais de alarme ou se o bebé tem febre e:

 

idade inferior a 3 meses (se prematuro considerar a idade corrigida);

 

mais de 5 dias consecutivos de febre;

 

reaparecimento da febre até 1 semana após término de antibiótico.

 

 

Perante o cenário de febre no vosso bebé, são importantes MEDIDAS DE CONFORTO e TÉCNICAS FARMACOLÓGICAS, que devem ser tidas em conta desde o primeiro instante. No próximo artigo «Proporcionar conforto ao bebé com febre» explico-vos, ao pormenor, o aconselhável a fazer :)

 

Em https://www.dgs.pt/ficheiros-de-upload-2013/norma-n-0142018-de-03082018-folheto-pdf.aspx encontras informação pertinente e relacionada com este tema.

 

Tag:

2 Comments

  1. Rita

    40 de febre?!? So tu para me tranquilizares e dizeres para ter calma!! (não estava habituada a isto c o Vasco! )

    Reply
    • admin

      Ahahahah verdade! A tranquilidade na situação de doença dos nossos filhos é fundamental :) Tenho a certeza que és hoje uma mãe muito mais tranquila na situação de doença do que há uns meses <3 Obrigada pela partilha! Estar do lado de mãe não é de todo fácil :)

      Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. "O meu bebé tem febre. E agora?" - A enfermeira responde - […] Depende. Um recém-nascido ou um bebé com idade « 3 meses com febre deve ir de imediato à urgência…

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?