Verão com bebés: 5 dicas de segurança

Verão com bebés: 5 dicas de segurança

Jun 16, 2022

Verão com bebés merecem dicas especiais de segurança. É que, com os mais pequenos, todo o cuidado é pouco! Digam o que disserem, tudo o que envolve esta linda estação do ano coloca em perigo os nossos bebés: do sol ao calor, da praia à piscina, da diversão à distração; Tudo pode acometer perigo com os nossos pequenos e, por isso, hoje trago-vos 5 dicas muito especiais.

Considero fundamental mentalizarmo-nos que não acontece só aos outros! Nas nossas casas (ou fora delas) também pode acontecer e o verão é propício a isso!

Sol

Exposição solar direta: está desaconselhada nos primeiros 6 meses de vida, idealmente nos primeiros 12 meses de vida.

Proteção solar: aconselha-se protetor solar mineral fator 50+ até aos 2 anos de idade, um protetor que inviabiliza a penetração dos raios UV. É criada uma barreira que reflete os raios solares, protegendo também a pele do bebé de possíveis irritações/manchas solares.

Vestuário: aconselha-se roupa clara, leve e fresca.

Alimentação

A alimentação chega a ser um problema em muitas casas! O risco de gastroenterite está aumentado quando há muito calor. Facilmente os alimentos se estragam e é preciso pensarmos bem no que confecionar e no que levar para a praia / piscina para os nossos filhos:

  • Privilegiar alimentos sem ovos, leite, natas ou iogurtes. Exemplos: fruta, fruta desidratada, pão, tostas ou tortilhas (bolachas caseiras ou panquecas sem ovos também são opção), papas de aveia / quinoa / espelta (preparadas com água)

Água

A água deve ser oferecida a partir do momento em que o bebé já iniciou a diversificação alimentar e aí sim, várias vezes ao dia, sem obrigatoriedade.

Isto é, até lá, o leite materno e/ou o leite artificial são providos da quantidade de água necessária ao bebé. Oferecer água nestes bebés pode comprometer a função renal.

Piscina / praia

Prevenção do afogamento: a segunda causa de morte acidental em crianças. Sim, é isso mesmo que leram! Precisamos de ter cuidado redobrado porque o afogamento acontece em menos de nada e com muito pouca água.

Auxiliares de flutuação: sim ou não? DEPENDE! Não há melhor auxiliar do que a vigilância contínua de um adulto. 100% de vigilância é garantia de evicção do risco. De outra forma, o risco está aumentado, mesmo que tenham comprado as melhores braçadeiras ou o colete salva-vidas mais eficaz do mercado. Ainda assim, o bebé e a criança devem usar colete salva vidas e braçadeiras, os auxiliares de flutuação mais seguros. SEMPRE NA PRESENÇA DE UM ADULTO!

Encaminho-vos, neste link, para um documento criado pela APSI que explica direitinha a diferença entre os auxiliares de flutuação e relembra: bóias e colchões não são auxiliares de flutuação! São brinquedos, não salvam vidas e podem mesmo comprometer a vida!

Primeiros socorros

Quem já me vai conhecendo sabe o valor que dou à prevenção! Ter um kit de primeiros socorros para o bebé/criança é uma medida preventiva que pode facilitar a vida em caso de:

  • febre
  • vómitos e/ou diarreia
  • traumatismo, entorse, fratura, luxação
  • ferida e/ou hemorragia
  • queimadura
  • e até na prevenção de infeções respiratórias.

Ainda não conheces o KIT SOSTRAQUINAS? Espreita neste link e prepara, com toda a segurança, as vossas férias ou escapadinhas deste verão!

Tag:

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?