Desafios da maternidade: As minhas 5 dicas para o bebé pegar no biberão

Desafios da maternidade: As minhas 5 dicas para o bebé pegar no biberão

Out 12, 2020

A maternidade é um verdadeiro desafio!

Já vos tinha falado nos artigos referentes à amamentação, que nem tudo é um mar de rosas. Depois de ultrapassada a fase inicial da amamentação, em que tantas dificuldades senti, finalmente este momento passou a ser especial entre mim e o meu bebé 🥰

Apesar de viver no mundo da pediatria, pensava eu que não viriam mais fases difíceis relacionadas com o aleitamento… Qual quê! Eis que preciso de sair de casa e de deixar o meu bebé com o papá e um problema surge: o bebé tem de mamar! E agora? Sem dúvida que, neste momento voltei a pensar “aqui não sou enfermeira, sou mãe!” 😏

baby's orange knit cap

Mesmo que a mãe não sinta necessidade de sair, toda a preparação para o regresso ao trabalho implica, nalgum dia, esta experiência: dar leite materno por um biberão! É, portanto, necessário experimentar e não somente armazenar leite materno no congelador.

E se, por um lado nos dizem que não devemos incluir precocemente o biberão ao bebé, uma vez que mamar pelo biberão é mais fácil e pode levar o bebé a recusar a maminha; por outro dizem-nos que é importante experimentarmos, uma vez por outra, dar o nosso leite pelo biberão, para nalguma adversidade outra pessoa conseguir alimentar o bebé.

A verdade é que tem de haver bom senso: ou seja, uma vez por outra não tem qualquer problema darmos o nosso leite pelo biberão ao bebé, mesmo que este tenha 1 ou 2 meses. Outra coisa é fazer disso rotina o que pode fazer com que, sendo muito pequenino, o bebé recuse de facto a maminha. Portanto, bom senso 🤗

Nestes anos de experiência profissional é verdade que algumas mães me tinham contado a dificuldade que foi introduzirem um biberão nos seus filhos, unicamente habituados a maminha. Muitas me diziam (e continuam a dizer) que gastaram muito dinheiro em biberões diferentes até acertarem “no biberão certo”. Outras, por outro lado, desistiram de sair, pelo menos enquanto o bebé estava sob aleitamento materno exclusivo.

A nossa experiência pessoal aliada às pesquisas que fui fazendo sobre o tema, permitem-me hoje sentir segura quando vos recomendo estas 5 dicas, para mim essenciais na aceitação do biberão por parte do bebé:

Mãe “longe”

O verdadeiro sentido da palavra «longe» 😏

Simmmmmm! Queremos mesmo uma mãe ausente. Ou vocês acham que o bebé não sabe que a sua mãe está no mesmo espaço físico que ele e o quer “enganar”? 😂 As maminhas cheiram a 10 metros de distância (estou a brincar! Eu nem sei a quantos metros o bebé reconhece o cheiro da mãe, mas a verdade é que o ideal é ter a mãe do lado de lá da porta da rua. Idealmente vai dar um passeio perto e volta no fim da mamada 😜).

As primeiras tentativas de dar biberão ao João Maria, eu saí mesmo de casa. Umas vezes para fazer uma caminhada, outras para ir ao supermercado. Em todas permaneci relativamente longe, mas sabendo que rapidamente chegaria a casa, no caso do pai não conseguir dar o biberão (e não conseguiu, o nosso bebé só pegou à 5ª ou à 6ª tentativa 😩).

Pessoa de referência

Importantíssimo o bebé se identificar com a pessoa que lhe está a dar o primeiro biberão. O ideal é ser uma das pessoas de referência e, portanto, o papá 🥰

Fome

Aguardar que o bebé tenha fome é o melhor a fazer. Tentar dar um biberão quando o bebé não tem vontade de mamar não é de todo o desejável. Então, amamentar o bebé e sair de casa próximo da próxima mamada, ajuda na possibilidade do bebé, por ter fome, aceitar o biberão que outra pessoa lhe oferece.

Biberão

O tipo de biberão também pode fazer a diferença. Há biberões mais semelhantes ao que o bebé está habituado: a maminha! São esses que habitualmente têm maior taxa de sucesso na aceitação por parte do bebé 😋

O ideal será experimentar com um biberão que possibilite ao bebé fazer o esforço semelhante ao que é feito para mamar na maminha da mãe, não interferindo com a amamentação e não atrapalhando tanto o bebé 😍

Aqui, parece-me impecável aconselhar-vos o biberão «Calma» da Medela (podem aceder a toda a informação referente ao artigo no link à venda em @atuafarmacia):

Medela Tetina e Biberão Calma 150 mL
Biberão «calma” Medela
Código SOSMAMA (não pagam portes)

Zero ansiedade, 100% paciência

Sim, muita paciência e a menor ansiedade possível. O bebé percebe que do outro lado está alguém ansioso, nervoso. Portanto e porque nenhum bebé morre por estar mais 2 ou 3h sem comer, vamos levar este processo com calma, paciência e persistência.

Não deu hoje? Ok, amanhã tentamos de novo. Não dá amanhã? Ok, tentamos no dia seguinte. Mas vamos tentando, que o bebé acaba por aceitar.

IMPORTANTE

Considerem sempre as indicações referentes aos cuidados na extração e o correto armazenamento de leite materno: explico-vos tudo no artigo “extração e acondicionamento de leite materno – 5 cuidados essenciais”.

grayscale photo of baby feeding

E por aí, como tem sido esta fase? Muitas dificuldades? Contem as vossas experiências 😍

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?