Vacinação em pediatria – alterações importantes a entrar em vigor

Vacinação em pediatria – alterações importantes a entrar em vigor

Set 24, 2020

 

“Juntos estamos protegidos”

A partir de 1 de outubro de 2020 o Programa Nacional de Vacinação sofre alterações importantes: 

Crianças do sexo masculino passam a ver incluída a vacina contra infeções por papiloma humano aos 10 anos;

Todas as crianças nascidas a partir de Janeiro de 2019 passam a ver incluída a vacina contra Neisseria meningitidis do grupo B aos 2, 4 e 12 meses;

– Crianças pertencentes a grupos de risco passam a ver incluída a vacina contra Rotavírus, de acordo com normas da DGS.

A vacinação em pediatria não deve ser adiada, sob pena de enfrentarmos um surto de sarampo, tosse convulsa, tétano ou qualquer outra das doenças englobadas no programa nacional de vacinação.

Sabiam que não há nenhum tratamento médico capaz de salvar mais vidas e prevenir maior número de doenças do que a vacinação?

A preocupação com a Covid-19 levou a uma diminuição acentuada da taxa de vacinação em grávidas e bebés entre os meses de Março e Abril de 2020. 13277 bebés deixaram de ser vacinados, pelo menos a tempo e horas. Terá isso impacto?

1.) O QUE É A VACINAÇÃO E PORQUÊ VACINAR?

VACINAÇÃO = Injeção de microorganismos ou parte deles que conferem imunidade sem risco para o vacinado;

Melhor forma de prevenir a doença e evitar a sua propagação, causando surtos no país;

Confere proteção “em massa” / imunidade de grupo a partir de um determinado número de pessoas individualmente vacinadas –> Quanto maior o número de pessoas vacinadas, menor o risco de propagação da doença.

A Direção Geral da Saúde traça como PRIORITÁRIA A VACINAÇÃO EM GRÁVIDAS E EM PEDIATRIA

2.) QUAL A PROTEÇÃO QUE A VACINAÇÃO CONFERE A GRÁVIDAS E BEBÉS? PORQUE É IMPORTANTE A VACINA DA TOSSE CONVULSA EM GRÁVIDAS?

VACINA COMBINADA CONTRA A TOSSE CONVULSA, TÉTANO E DIFTERIA EM GRÁVIDAS

– Deve ser administrada após a ecografia morfológica, entre a 20ª e a 26ª semana de gestação, idealmente até à 32ª semana;

– A tosse convulsa voltou a ser uma ameaça sobretudo para bebés até aos 2 meses de idade;

A tosse convulsa é responsável por graves problemas respiratórios no bebé, com necessidade de aporte de oxigénio complementar e, uma boa percentagem dos casos, de ventilação invasiva em Unidades de Cuidados Intensivos

– Aos 2 meses é a altura em que o bebé é vacinado para a tosse convulsa. Até aos 2 meses, a proteção é-lhe conferida pela mãe, que passa os anticorpos para o bebé aquando da toma da vacina durante a gravidez. É uma vacina segura para a mãe e para o bebé.

3.) PORQUE NÃO DEVO ATRASAR A ADMINISTRAÇÃO DAS VACINAS AO MEU FILHO?

– Até aos 12 meses as crianças são protegidas contra um conjunto de 11 doenças potencialente graves;

A não vacinação “abre caminho” a um conjunto de microrganismos e diminui a imunidade de grupo, tornando-nos mais suscetíveis à doença;

4.) COMO GARANTIR A SEGURANÇA DA GRÁVIDA E DO BEBÉ/CRIANÇA NA IDA AO CENTRO DE SAÚDE?

Marcar dia e hora com enfermeiro de referência;

Ir apenas um acompanhante com a grávida/bebé/criança;

Afastar-se das outras pessoas pelo menos 1,5m;

Não permanecer a aguardar dentro do centro de saúde;

Entrar apenas aquando da sua vez;

Colocar máscara e desinfetar as mãos à entrada e à saída do centro de saúde;

NÃO TER MEDO: o circuito de vacinação é separado do circuito Covid-19.

Estas e outras dicas importantes em www.dgs.pt e em http://www.euro.who.int/en/home

E tu, como tens gerido o medo da pandemia versus necessidade de vacinar o teu bebé / vacinares-te enquanto grávida?sofre

12 Comments

  1. Laura

    A minha filha, agora com 8 meses, tem levado todas as vacinas no tempo certo e com todas as normas de segurança a serem cumpridas. Agora voltaremos aos 12 meses para sofrer mais um bocadinho!

    Reply
    • Enf Andreia

      Bom dia Laura, obrigada pelo seu excelente testemunho :)

      Reply
  2. Claudia Amaral

    Muito útil e atual, o tema da vacinação!
    Foi, ao disparar a bomba “covid_19”, uma preocupação gigante que surgiu cá em casa… A baby na altura c/ 2.5M… Depressa nos esclarecemos, agendámos dia e hora e foi muito rápido, eficiente e sem drama… USF vazia… Entrava um utente de cada vez… Portas todas abertas e um forno no gabinete de enf.que não se podia eheh
    Muito álcool espalhado pelo espaço da USF, assumidas as medidas de proteção previstas e recomendadas… E lá fomos nós à dos 3M…dentro de dias a dos 4M.
    Indubitável!
    Não facilitar ❤️

    Reply
    • admin

      Muito bem, é bom ver que há segurança na decisão e que os profissionais vos deixaram e deixam diariamente tranquilos, mesmo nesta altura de pandemia. :)

      Reply
  3. Tânia Abrigada

    Excelente artigo! De extrema importância! Sempre! Com ou sem covid-19!
    Ainda hoje fui ao CS para as vacinas dos 4 meses! Correu tudo muito bem! Sem dúvida que há que confiar nos profissionais de saúde, que tudo fazem para assegurar a segurança de todos! Não há motivo para adiarmos a vacinação dos nossos filhos, por mais ansiedade que nos traga a saída de casa com um bebé nestes tempos, a vacinação é a melhor forma de os protegermos e de nos proteger também!

    Reply
    • admin

      Querida amiga obrigada pela partilha, uma vez mais. Precisamos de experiências positivas, de mães confiantes e seguras e sobretudo de pessoas conscientes. Um beijinho

      Reply
  4. MarianaC

    Por acaso mandaram adiar uma vacina, um mês. A primeira dose seria aos 3 meses, mas para não irmos ao hospital por causa de uma vacina, vamos agora aos 4 meses para levar todas

    Reply
    • admin

      Olá Mariana! Mandaram adiar uma das vacinas extra-plano? Essa pode ser adiada sem problema para os 4 meses, foi por isso que o fizeram para que não se deslocasse tantas vezes ao centro de saúde e aumentar o risco de contagio :) Obrigada Mariana pela exposição :)

      Reply
  5. Ana Mendes

    Olá boa tarde. Estou grávida de 27 semanas e amanhã vou levar uma vacina que não sei o nome, mas o médico diz que está em protocolo, e têm a ver com o meu tipo de sangue. E em relação a vacina da tosse convulsa ainda não levei. Mas pelo que sei pode ser levada até às 32 semanas. Amanhã falerei com a enfermeira para saber o que ela me aconselha. ❤️

    Reply
    • admin

      Olá Ana, respondi-lhe numa das redes sociais À mesma questao. Um grande beijinho

      Reply
  6. Marta Santos

    Era uma das situações que me preocupava… Bebé recém nascido, agora com 3 meses, e estava preocupada com o adiamento proposto inicialmente… Mas nada como contactar o enfermeiro de família do centro de saúde, que prontamente me informou das novas regras, seguras para estes tempos que vivemos, e lá fomos nós vacinar o pequeno!
    Não adiem. Vacinem. É importante.

    Reply
    • admin

      Obrigada Marta pelo excelente testemunho! Passar a palavra e sensibilizar é o pretendido :) Muitas felicidades!!

      Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?