Toxoplasmose na gravidez: posso ou não comer marisco / sushi?

Toxoplasmose na gravidez: posso ou não comer marisco / sushi?

Jul 18, 2020

Uma das maiores preocupações de qualquer mulher grávida. Sobretudo daquelas cuja análise à toxoplasmose não revelou anticorpos para esta doença…Foi o meu caso. Todos os trimestres com “o coração nas mãos” e receio de ter contraído o parasita. Sabia que tinha cuidado, o máximo cuidado aliás. Mas não me privei de comer o que gostava e me sabia bem. Legumes e fruta crua só comia em casa; a carne sempre bem passada. De resto, não deixei de comer marisco e sushi na gravidez.

Vamos perceber porquê?

O que é a toxoplasmose?

Uma doença causada por um parasita chamado Toxoplasma Gondi, habitualmente presente nas fezes dos gatos. A infeção é, geralmente silenciosa na grávida, ou com sintomas ligeiros (aumento dos gânglios cervicais e axilares, febre, mau estar geral), mas pode infetar e comprometer o feto.

O risco para o feto existe quando a mulher não imune para a toxoplasmose contrai a doença durante a gravidez. Ou seja, uma mulher que antes de engravidar já apresenta anticorpos para a toxoplasmose, pode ficar tranquila que não vai passar ao feto.

Como posso contrair toxoplasmose?

Ingerindo alimentos (crús ou cozinhados) que contenham ovos do parasita.

Mas que alimentos?

Atender especialmente a carne crua (sobretudo de porco), legumes e frutas que possam ter estado em contacto com a terra.

😋 Então posso comer marisco? E sushi?

Sim. Desde que, quer o marisco quer o sushi, sejam confecionados em locais de total confiança. Relativamente ao sushi, ter particular atenção às peças que contém legumes ou frutas cruas. Solicitar peças sem legumes/fruta crua. Contudo, o peixe crú não apresenta ovos do parasita Toxoplasma Gondi, não havendo risco para a grávida e/ou para o feto com esta refeição.

Sabias que…

O grande risco no marisco e no sushi é a possibilidade aumentada de contrair gastroenterite, com vómitos persistentes na mulher grávida que, principalmente no primeiro trimestre, podem comprometer o feto?

Como é feito o diagnóstico?

Através de análise sanguínea.

Todas as mulheres, idealmente antes da conceção, devem ter uma análise para a toxoplasmose, ou, se tal não for possível, na gravidez, devem realizar este teste o mais precocemente possível. Aconselha-se a realização desta análise ao longo da gravidez SEMPRE no mesmo laboratório.

Que cuidados deve ter a mulher grávida para prevenir este contágio?

  • Primeiramente, higienizar bem as mãos, várias vezes ao dia, especialmente no manuseamento de legumes, fruta e carne crua e em atividades de jardinagem;
  • Evitar a proximidade com as fezes de animais domésticos (sobretudo de gatos);
  • Lavar bem as frutas antes e após as descascar (não comer a casca);
  • Beber água engarrafada ou devidamente tratada;
  • Cozinhar bem os alimentos.

Baseado nas orientações da S24 (link) e da DGS (link)

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?