Babywearing – conceito, vantagens e cuidados importantes

Babywearing – conceito, vantagens e cuidados importantes

Jun 18, 2020

Esta era uma das minhas maiores expectativas antes do João Maria nascer: queria tanto experimentar babywearing que antecipadamente me ofereceram um marsúpio devidamente homologado pelas normas europeias. Assim que o João Maria completou os 3,5kg (o peso inicial adequado ao marsúpio que me ofereceram) começámos a nossa viagem pelo mundo do babywearing.

Uma alternativa excelente ao marsúpio, em muitos casos mais vantajosa é o Sling (habitualmente pode se rutilizado até aos 16-17kg do bebé). No live do passado dia 2 de Junho, foi possibilitado a cada um de nós, assistirmos à demonstração de colocação acertada e segura do sling pela Rita, embaixadora da marca @pulguinhas. A Rita esteve comigo num live muito interessante onde abordámos a importância do colo, procurando responder às vossas questões.

Se quiserem ver o live completo, acedam a este link

O que é o babywearing?

Babywearing é nada mais do que “carregar o bebé ao colo”. Depois de 9 meses a carregar o bebé no ventre, para muitas de nós esta é a solução, uma vez que confere uma atmosfera semelhante ao útero materno: o bebé está confinado àquele espaço protetor, sente o batimento cardíaco materno e o cheiro da mãe.

É muitas evzes recomendado para bebés mais chorosos e facilmente irritáveis, pois confere um alívio significativo da ansiedade do bebé. Mas atenção! Chorosos ou não, colinho é sempre bem-vindo, sem limite de tempo ou de idade :)

Quais as vantagens do babywearing para o bebé?

  1. Embalo;
  2. Favorecimento do descanso;
  3. Conforto;
  4. Sensação de segurança e tranquilidade dada a proximidade materna;
  5. Maior vindulação mãe-bebé / pai-bebé e, eventualmente irmãos-bebé (consultar artigo «vinculação pai-bebé: 4 conselhos que ajudarão mães e pais»);
  6. Previne displasias da anca;
  7. Excelente em casos de refluxo gastroesofágico, permitindo amamentação na posição vertical;
  8. Alívio de determinados desconfortos, nomeadamente da cólica (consultar artigo «O bebé com cólicas. Como aliviar?»);
  9. Proteção da coluna do bebé.

Quais as vantagens do babywearing para o cuidador?

  1. Proximidade e maior vinculação com o bebé;
  2. Comodidade no transporte do bebé;
  3. Practicidade no desempenho das tarefas do dia-a-dia, dado ter as mãos livres;
  4. Practicidade nos passeios em locais como centros comerciais/supermercados ou em zonas onde os passeios para peões são curtos;
  5. Favorece a amamentação, dada a proximidade mãe-bebé, com consequente produção aumentada de ocitocina;
  6. Privacidade na amamentação;
  7. Sensação aumentada de segurança;
  8. Proteção da coluna do cuidador.

CUIDADOS a ter em conta

  • LER SEMPRE AS RECOMENDAÇÕES DO FABRICANTE;
  • Não cozinhar, comer ou aquecer/mexer em alimentos quentes com o bebé no sling/marsúpio;
  • Desaconcelha-se passar a ferro pelo risco de sobraquecimento do bebé;
  • Desaconcelha-se a prática de exercício físico pelos mesmos motivos do anterior;
  • Desaconcelha-se o uso de escadotes ou outras situações que confiram risco de queda do cuidador com o bebé.

Ou seja, como disse, e muito bem a Rita: NÃO FAZER AQUILO QUE NÃO FAZEMOS COM O BEBÉ AO COLO

  • Ao debruçar-se para a frente, sustentar a cabeça do bebé;
  • Olhar para o chão para não escorregar ou tropeçar;
  • Agarrar-se aos corrimões.

Baseado nas orientações da APSI

E vocês, também são adeptos do babywearing? Como têm sido as experiências aí por casa?

2 Comments

  1. Pulguinhas

    Obrigada @sosmama por espalharem a vida em modo abraço por mais famílias. :mega: :musical_score: What the world needs now is love, sweet love… ❤

    Reply
    • Enf Andreia

      Foi um Live muito interessante e esclarecedor. Não tenho dúvidas que ajudaremos muitas famílias :) Um beijinho e obrigada por estarem também desse lado :)

      Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?