Chucha: sim ou não? O poder da sucção

Chucha: sim ou não? O poder da sucção

Mai 7, 2020

Este é um tema em que as opiniões se dividem. Como em tantos outros temas dentro da pediatria :)

Porque motivo tanta gente é defensora do uso de chucha e porque temos exatamente “o lado oposto da moeda”?

90% dos bebés usa chucha, mas não significa que o vosso não possa pertencer aos 10% que não usa! O importante é o bem-estar do bebé e se ele estiver confortável sem chucha porquê insistir?

Chucha: sim ou não?

Perceber as vantagens e as desvantagens do uso da chucha é algo que pesa na decisão da maioria dos pais. Na nossa decisão foi isso sem dúvida que teve mais influência. Eu sabia à partida, as enúmeras vantagens da chucha em bebés, mas queria que o meu marido também tomasse uma decisão informada.

Decidimos: chucha SIM. PORQUÊ?

A oferta da chucha ao nosso filho começou quando as cólicas se iniciaram, cerca do seu 10º dia de vida. É verdade! Como vos disse no artigo «Cólicas. Como lidar?», a cólica é sinónimo de desconforto, de irritabilidade e de um bebé inconsolável e foi aqui que a chucha teve particular importância. Toda a técnica de sucção foi poderosíssima nos momentos de cólica do João Maria:

– Aquando das massagens à barriguinha e da estimulação retal, para que todo aquele ar acumulado no intestino saísse para o exterior, estar um de nós à cabeceira a colocar a chucha e a dar miminho ao bebé, fazia toda a diferença. Afinal de contas, não valeria de nada fazer massagem e o bebé continuar inconsolável a chorar, pois mais ar entraria para a sua barriguinha. Faz-vos sentido?

– Após todos esses procedimentos, a chucha mostrava-nos que tranquilizava o bebé, juntamente com a almofada anti-cólicas;

Aquando do deitar, a chucha foi o aliado perfeito, juntamente com o bonequinho de dormir, para que o João Maria ganhasse autonomia no adormecer, como vos explico nos artigos que elaborei sobre o sono do bebé («Importância das rotinas no sono noturno do bebé» e «Mamã quero dormir! Dicas úteis para ter sucesso nas sestas do bebé».

Hoje em dia, recusa completamente a chucha durante o dia, excepto se tem alguma dor ou quando o motivo é sono: nesses casos pega na chucha com todo o vigor ;)

VANTAGENS DO USO DE CHUCHA

– Transmite tranquilidade ao bebé;

– Tem efeito analgésico, aliviando o desconforto através da técnica de sucção;

– Ajuda o bebé a ganhar autonomia para o dormir;

Reduz a pressão auditiva aquando de viagens de avião;

– É um importante aliado na prevenção da morte súbita, conforme estudos realizados pela Sociedade Portuguesa de Pediatria

Na ausência de chucha, muitas crianças irão chuchar no dedo, sobretudo na presença de algum desconforto ou como aliado do sono, o que tem desvantagens na sua saúde oral, conforme descreve a Ordem dos Médicos Dentistas;

– É mais fácil a criança deixar a chucha na idade certa do que deixar o hábito de chuchar no dedo.

DESVANTAGENS DO USO DE CHUCHA

– Só deve ser introduzida, se possível, quando a amamentação estiver bem estabelecida, dada a diferença na sucção da mama e da chucha;

– Pode associar-se a cáries dentárias, se concomitante com substâncias adocicadas, que não deve ser prática frequente;

– O uso prolongado (acima dos 2 anos) pode estar associado a problemas na dentição e atrasos na linguagem.

QUE CHUCHA OFERECER AO BEBÉ?

Se é necessário oferecer uma chucha ao bebé, por qualquer um dos motivos anteriormente expostos, então que tenhamos em consideração quatro aspetos essenciais:

1.) DEVEMOS PROCURAR UMA CHUCHA ORTODÔNTICA (os materiais que a constituem, a forma da chucha e o tamanho da mesma, foram testados por odontopediatras).

2.) A CHUCHA DEVE SER PREFERENCIALMENTE DE SILICONE, material que evita a retenção de bactérias com maior eficácia.

3.) A CHUCHA DEVE SER ADEQUADA À FASE DE DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA, evitando assim problemas dentários no futuro.

4.) A Ordem dos Médicos Dentistas recomenda o ABANDONO DA CHUCHA ATÉ AOS 3 ANOS.

E aí por casa, qual a vossa ideia sobre o uso de chucha antes de serem pais? E os vossos filhos, que decisão tomaram relativamente à chucha?

14 Comments

  1. Ana Lourenço

    Ola Ana,
    Gistaria de lhe colocar uma questão.
    é ou não necessaria a desinfeccao da chucha antes do primeiro uso no recém nascido?
    desde ja obrigada
    Ana

    Reply
    • Enf Andreia

      Olá Ana. É importante que nos primeiros tempos a chucha seja esterilizada antes de oferecer ao bebé. Pelo menos nos primeiros 4 meses de vida. Um beijinho grande

      Reply
  2. Andreia

    ola por aki a minha pekenota de 3meses e pouco nao aceita.ja tentei várias mas ela realmente nao gosta apesar de na alturas das cólicas poder dar me um jeitao ms ela nao pega.

    Reply
    • Enf Andreia

      Andreia se a bebé não precisar e estiver bem sem chucha não tem porque dar. Mas se nota que há momentos de dor/desconforto, a chucha com 1 gotinha de aero-om (não rotineiramente mas exporadicamente) pode ajudar a pegar :) um beijinho e obrigada pelo comentário!

      Reply
  3. Tânia

    Por aqui pertencemos aos 90%! :joy::person_shrugging:♀ o pai não e grande fã de chucha mas acabou por “aceitar”, isto é, como percebemos que trabquilazava bastante a nossa bebé, não havia porque não a usar! durante o dia também nao usa muito, apenas adormecer ou durante alguma crise de choro/rabujem :person_shrugging:♀ aí sem dúvida que faz maravilhas e fica muito mais tranquila! À noite tb só usa para adormecer! :blush:
    ainda hoje ne lembro da minha chucha cor de laranja e da felicidade q sentia quando chegava do centro e ia mamar na minja chucha! sem ninguém ver! espertalhona, q não queria q ng me visse mamar! certamente ja era grandinha porque tenho mesmo memória da minha chucha! o certo é q mesmo tendo deixado a chucha tarde, n fui para a escola com ela, e nao conheço ng q o tenha feito! por isso está tudo bem! desde que as pessoas se sintam bem com as suas decisões, tão válido é o uso da chucha como o não usar!
    mais uma vez, parabéns pelo excelenge artigo ❤

    Reply
    • Enf Andreia

      É mesmo bom esta partilha de experiências :) Eu recordo-me igualmente de ter 5 chuchas comigo, penduradas ao pescoço :)))) Portanto, não é por o meu filho adormecer com uma chucha que será mau daqui em diante. Mais para a frente veremos como largar a chucha, agora ele fica feliz com ela :)

      Reply
  4. Ana

    A miúda cá de casa faz parte dos 10%
    Tentámos, mas ela regeitava determinantemente. O dedo faz de chucha quando tem sono. Vamos ver como lhe conseguiremos tirar o hábito daqui a uns tempos.

    Reply
    • Enf Andreia

      Nem sempre conseguimos “iimpingir” a chuchinha nestes casos Ana. Vá insistindo se tem receio em relação ao chuchar no dedo, mas se é algo que a bebé não faz regularmente também não parece problemático. Um beijinho e obrigada pela partilha :)

      Reply
  5. Claudia Amaral

    Tema dúbio realmente… :)
    Na Íris queríamos evitar o uso da chucha pelo provável prejuízo relacionado c/ a saúde oral… curioso que ela recusava a chucha, até que aos 6M o rico papá insistiu e ela gostou eheh
    Durante o dia era raro, + p/ as sestas… não dependia muito da chucha, mesmo p/ dormir… e o desmame foi pacífico, nada de muito problemático.
    Quanto a Áurea eramos da mesma opinião, pelo que não tornamos o seu b uso excessivo… às vezes aceita, como forma de tranquilizar p/ dormir as sestas diurnas, mas tenho a sensação que não é muito adepta tb :)
    Sou da opinião que perante um bebé habitualmente calmo, sem cólicas e que durma sem grande dificuldade, não há necessidade de promover o uso da chucha… agora cada 1 segue o que considera ser melhor e + adequado ❤

    Reply
    • Enf Andreia

      Concordo claro, um bebé que vive bem sem chucha e não precisa não há necessidade de insistir :)

      Um beijinho e obrigada uma vez mais pela partilha!

      Reply
      • Andreia Guerreiro

        Bom dia :slight_smile:
        Este é um tema que antes de ter a Alice me fazia alergia e estava certa que não daria chucha à minha filha. Ora bem! Na segunda noite ofereci a chucha. Ela comia as mãos por causa do desconforto das cólicas e percebi que tinha de vergar. Já tem 6 meses e, embora use a chucha para adormecer ou em momentos de “stress” não é chucho-dependente :pray:
        Tenho uma questão sobre este tema e se me puderem ajudar agradecia. O ideal para não prejudicar o desenvolvimento do palato, dentes, etc, é não aumentar o tamanho da chucha? Ou temos de ir adaptando? Já ouvi que não, que sim… Obrigada pelas ótimas partilhas ❤

        Reply
        • Enf Andreia

          Olá Andreia. Grata eu por seguir o blog e por comentar, é sempre um momento de partilha importante para todos :)
          O tamanho da chucha deve ser adaptado à idade do bebé. Não se aconselha o seu uso acima dos 2/3 anos. De qualquer forma, sexta feira dia 22/5 vou ter um Live no instagram SOSMAMAPT com a Dr.ª Patrícia Filipa (Dentista) onde abordaremos igualmente este tema. Venha assistir, às 21h30 :)

          Reply
  6. Ana Belém

    Vou ser mãe de primeira viagem em Agosto e ainda estou na dúvida do uso da chupeta mas no seu artigo se calhar até pode fazer sentido o seu uso. Queria saber qual foi a chupeta(marca) que comprou?Qual aconselha? Beijinho. Obrigada.

    Reply
    • Enf Andreia

      Olá Ana. São claras as vantagens da chucha nas situações de desconforto/dor e mesmo na autonomia do bebé no sono. Contudo, há bebés que não se habituam ou não gostam. O meu filho demorou a aceitar :) Comprei inicialmente as orotônticas da Chicco mas depois ele só gostou mesmo das ortodônticas da Avent. Há várias marcas, só tem de ter em atenção se são ortodônticas e, preferencialmente de silicone. :) Um beijinho e as maiores felicidades! Obrigada por seguir esta página e fazer valer a pena :)

      Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?