Proporcionar conforto ao bebé com febre

Proporcionar conforto ao bebé com febre

Abr 9, 2020

Um bebé em pico febril (considerado acima de 38,2ºC-38,5ºC no reto) fica mais queixoso, rabujento, choroso, vai pedir 

mais miminho, tem menos apetite e interesse para as brincadeiras e fica mais sonolento.

Quem melhor do que a mãe para conhecer o seu bebé e perceber que ele não está bem? A mãe que, nestes casos, além dos seus papeis do dia-a-dia, é agora enfermeira e farmacêutica também :) E é ainda mais! Transforma-se numa super mulher capaz de enfrentar o mundo para ver o seu bebé bem.

Ainda assim, os super heróis também sofrem, também têm medo. Um medo que lhes causa ansiedade. E é essa ansiedade que quero diminuir em vós, tornando-vos mais confiantes e capazes de atuar junto do vosso filho doente.

Considerando que o bebé tem febre e não apresenta nenhum dos sinais de alarme mencionados no artigo «febre: sinais de alarme», o aconselhado a fazer é:

1. Administrar antipirético (medicamento para baixar a febre) sempre em primeira instância, de forma a iniciar a diminuição da temperatura corporal do bebé. Não, não vamos esperar para “ver se sobe mais”. Vamos dar antipirético, pois proporcionará também maior conforto ao bebé;

2. Promover arrefecimento natural, removendo roupas quentes. Não vamos tapar, vamos deixar o bebé em body ou de fralda, não esquecendo que é essencial manterem uma temperatura constante na divisão da casa onde se encontra o bebé, evitando alterações de temperatura/correntes de ar;

3. Dar líquidos. Se amamenta, amamentar o bebé; se não amamenta, dar água para evitar a desidratação a que o bebé está mais suscetível em pico febril; se não bebe água dar gelatina (quando já pode comer gelatina);

4. Atrasar o horário da refeição se o pico febril coincide com o horário da refeição, pois naturalmente o bebé terá menos apetite em pico febril.

5. Dar o seu boneco de eleição ou a chucha, se habitualmente lhe proporcionam bem estar;

6. Dar muito mimo, mas dosear o colo, pois a temperatura corporal aumenta aquando do contacto pele com pele.

POSSO APLICAR COMPRESSAS/PANOS FRIOS OU DAR BANHO TÉPIDO AO MEU BEBÉ QUANDO TEM FEBRE?

Está desaconselhada, pela Direção Geral de Saúde, a aplicação de compressas/panos frios ou o banho tépido, sobretudo na subida térmica (ver documento oficial). A explicação prende-se com o facto da temperatura corporal do bebé estar em subida quando lhe vimos a febre. Primeiramente vamos administrar um antipirético (paracetamol ou ibuprofeno) mas a sua atuação só vai começar a fazer efeito ao fim de cerca de 45 minutos, o que significa que até esse tempo passar, a temperatura continuará a subir. A aplicação de compressas ou banho tépido, cortarão a subida térmica repentinamente, o que pode causar complicações ao bebé.

E SE O MEU FILHO AINDA NÃO TEM O VALOR CONSIDERADO FEBRE MAS ESTÁ MUITO QUEIXOSO E DESCONFORTÁVEL, POSSO DAR ANTIPIRÉTICO?

CLARO! O antipirético funciona também como analgésico, promotor de conforto. O bebé pode estar queixoso na subida térmica, mesmo antes de atingir a febre. Não vamos esperar. Vamos administrar antipirético, arrefecer o bebé e proporcionar-lhe conforto. Dentro de pouco tempo, o medicamento fará o seu trabalho e o bebé conseguirá descansar.

No artigo «analgésicos e antipiréticos em pediatria» poderão encontrar as principais indicações e dosagens destes medicamentos em pediatria.

E as vossas experiências com os vossos filhos em pico febril, como têm sido?

Tag:

1 Comment

  1. Claudia Amaral

    Tenho sido abençoada neste campo… Momentos de febre têm sido, na grande maioria dos episódios, isso mesmo… Momentos! Lá num ou noutro foi necessário ir ao SU, mas normal/ reverteu em poucos dias felizmente…

    Reply

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

× Podemos ajudar?